Zé Carlos – 1972-1976

Published On 19/03/2017 | Ex-Atletas
Por Gabriel Santana e Ronaldo Silva
Santos, 16/03/2017

Nome completo – José Carlos Pereira
Período – 1972-1976
Posição – Lateral-Esquerdo
Nascimento – 09 de agosto de 1947, em São Gonçalo, Rio de Janeiro
Jogos  236
Gols – 11

Histórico – Antes de se profissionalizar, Zé Carlos atuou como amador no Grêmio Recreativo, da Ilha do Governador e pelo Internacional, de Petrópolis-RJ. Ainda nas categorias de base, foi contratado pelo América-RJ, onde despontou no cenário nacional. Foi pré-convocado entre os 40 para a Copa do Mundo de 1970, e foi um dos grandes nomes do Campeonato Brasileiro de 1971.
Disputado por Flamengo e Santos, o Alvinegro acertou sua contratação no dia 30 de dezembro de 1971, ao pagar 450 mil cruzeiros. Zé Carlos foi apresentado para a torcida em um amistoso diante do próprio América-RJ, logo no início de 1972.
Lateral com bom apoio no ataque e chute certeiro, Zé Carlos também tinha a segurança na marcação, além de ter boa noção de cobertura. Logo em seu primeiro ano de Santos, atuou em 86 partidas.
Devido a sua habilidade, também atuou em algumas partidas na lateral-direita e no meio-campo. Na campanha do título paulista de 1973, atuou em diversas partidas na ala direita.
Conhecido também pelo seu ótimo humor, ganhou o apelido de “Cabeleira”, devido ao seu corte de cabelo, e ficou conhecido no meio futebolístico como “Zé Carlos Cabeleira”.
Permaneceu na Vila Belmiro até o ano de 1976, quando se transferiu para o Coritiba. Antes de encerrar a carreira, ainda atuou pelo Santo André.
Zé Carlos atuou em 236 jogos pelo time santista, e está entre os laterais que mais atuaram pelo Santos.
Faleceu no dia 30 de julho de 2003, vítima de cirrose hepática, aos 55 anos.

ESTREIA
08/01/1972 – Santos 2 x 1 América-RJ
Gols: Tarciso aos 4min e Zé Carlos aos 40min do primeiro tempo; Oberdan aos 15min do segundo tempo.
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Competição: Amistoso
Renda: Cr$ 68.638,00
Árbitro: Vilmar Serra
SFC: Cejas, Carlos Alberto (Orlando Lelé), Paulo, Oberdan e Zé Carlos; Léo Oliveira e Negreiros (Pitico); Jader, Edu, Pelé (Mazinho) e Ferreira. Técnico: Mauro Ramos de Oliveira
AFC: Jonas; Tereso, Alex, Aldecir e Alvanir; Badeco (Gilmar) e Tadeu (Sarão); Antonio Carlos, Tarcísio, Sergio Lima e Jorge Cuíca.
ULTIMA PARTIDA
28/11/1976 – Santos 0 x 0 Moto Clube-MA
Local: Estádio Nhozinho Santos, em São Luiz, Maranhão.
Competição: Torneio Nunes Freire
Público: 14.504 pagantes
Renda: Cr$ 196.858,00
Árbitro: Nabor Arouche
MC: Santos; Célio Rodrigues, Irineu, Paulo Rocardo e Breno (Beato); Rogério (Meinha), Nunes e Prado; Paulo Cezar, Adãozinho e Edmilson Leite.
SFC: Wilson Quiqueto; Fernando (Bianchi), Neto, Ailton Silva e Almeida; Zé Carlos (Juary), Aílton Lira e Zé Mário; Nilton Batata, Tata e Julinho. Técnico: Zé Duarte

• Jogos e gols:
1972 – 86 jogos e 03 gols;
1973 – 51 jogos e 01 gol;
1974 – 48 jogos e 05 gols;
1975 – 32 jogos e 01 gol;
1976 – 19 jogos e 01 gol;

Total – 236 jogos e 11 gols

Fontes e Referências:
Almanaque do Santos FC;
Jornal “A Tribuna de Santos”;
Revista Placar;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *